Arquivo

Archive for the ‘Software Livre’ Category

Red Hat Brasil lança site para demostrar as vantagens de uma migração para Linux

O mercado de TI encontra-se em um cenário bastante desafiador. A pressão tem sido por reduzir os custos e ao mesmo tempo acompanhar as demandas cada vez maiores de suporte de TI para as transações comerciais. Uma das soluções é a adoção de sistemas de código aberto. Após completar 20 anos de desenvolvimento, o Linux evoluiu para uma plataforma madura, capaz de processar cargas de trabalho pesadas a um custo bastante inferior as opções de UNIX comerciais.

É nesse contexto que o GNU/Linux vêm ganhando cada vez mais espaço no mercado corporativo, pois em cenários de migração, ele se mostra uma alternativa viável, de baixo risco e com melhor custo/benefício, principalmente quando em relação às implantações de UNIXs tradicionais. A partir de seu uso, é possível obter melhorias no custo total de propriedade (TCO).

Pensando nesse cenário, a Red Hat está lançando o site www.migrepararedhat.com.br. O site mostra casos de migração de soluções Unix proprietárias para o Red Hat Enterprise Linux (RHEL), comparações de cenários e pretende auxiliar os tomadores de decisão nas empresas a enxergar as inúmeras vantagens em casos como esse. Mais informações podem ser obtidas através do próprio site.

Categorias:Software Livre

Por que se aventurar no Linux

Introdução


Se você está lendo este artigo em seu Windows e se perguntando:

  • Será que instalo o Linux?
  • Será que é bom?
  • Será que vou me arrepender?

Tudo que posso afirmar é que eu instalei, acho bom e não me arrependi.

Após ler em vários fóruns e em comentários de pessoas que nunca usaram Linux concluí o seguinte:

Grande parte dá a desculpa que no Linux existe poucos softwares e é muito difícil. Nós que usamos, sabemos que isso era verdade até tempos atrás, mas hoje existem muitos softwares e distribuições mais amigáveis, sendo tão fáceis como o Windows.

Muitos se perguntam: POR QUE USAR O LINUX? Darei motivos para que você pelo menos teste, se usará ou não é consequência:

  • O Linux não é um sistema operacional, mas sim um termo usado para representar qualquer sistema que use este núcleo[1]. O que quero dizer é que você terá várias opções, poderá testar muitas e achar uma do seu gosto.
  • É altamente customizável, podendo assim deixá-lo com a sua cara.
  • As distribuições são no geral estáveis e atualizadas, tendo a maioria uma boa comunidade sempre melhorando. Em destaque a comunidade doDebian e seus derivados. Pelo que sei é a maior que existe.
  • Com ele você aprende. Não que com outros sistemas você não aprenda, mas no Linux você pesquisa, vai atrás e procura resolver os problemas você mesmo, sem levar ao técnico para qualquer coisa.
  • As distribuições não exigem muito do sistema, e se você achar que sim você ainda pode mudar o ambiente gráfico para um mais leve, consumindo assim pouquíssimos recursos.

Por onde começar

Comecei a usar o Linux por pura curiosidade, não sabia o que era, nem sua filosofia e nem a diferença de software livre e proprietário. Não conhecia ninguém que usava, mas senti uma força me chamando, então pulei de cabeça.

Meu primeiro contato com uma distribuição foi através do Wubi. Este pequeno programa torna possível a instalação de distribuições Linux dentro do Windows, porém, recomendo que você baixe um live-cd de alguma distro simples e amigável, assim você pode testar o sistema antes de instalar, como por exemplo:

  • Ubuntu, a mais usada no mundo. Muito famosa por sua facilidade, e é baseada numa grande distro: Debian.
  • Mint Linux, outra distro muito simples, bonita e amigável, que é baseada no Ubuntu.
  • Sabayon. Esta distribuição é uma das mais ‘pronto para uso’ que já usei. Ela é um rolling release, ou seja, ela é constantemente atualizada, porém, é recomendado ter uma internet relativamente boa.
  • openSUSE. Muito bonita, elegante e também muito fácil e amigável.
  • Fedora. É estável, robusta e foi baseada em uma famosa distribuição para servidores, Red Hat. Vale a pena conferir.

Bom, há centenas de distribuições e seria difícil colocar tudo em um artigo. Quem quiser dar uma olhada mais à fundo, o site DistroWatch tem um grande acervo de distros e informações.

Se mesmo assim você ainda tem dúvidas, é possível fazer um teste para saber qual seria a ideal para você:

Não se assuste com os termos como compilar, rpm, deb, apenas seja sincero na resposta que o resultado será bom.

Linux: Por que se aventurar no Linux

Escolhi e baixei, e agora?!

Ótimo, estamos quase lá.

Após ter baixado o arquivo com extensão .iso, para gravarmos é necessário um gravador ou queimador de cd/dvd. No Windows os mais conhecidos são o Nero e Alcohol. Se você não possuir nenhum, pode encontrar vários no Baixaki

Depois de gravar a imagem, reinicie o computador. Você deve acessar as opções de boot de seu computador (no meu caso entro nelas apertando a tecla F8 ao ligar o computador) para que inicie a partir do cd/dvd.

Você pode testar o sistema ou instalar direto. A instalação é muito intuitiva e simples, bastando seguir os passos na tela.

Ao terminar a instalação é só desfrutar de seu novo sistema. Se surgir dúvidas é para isso que serve o VIVA O LINUX, responderemos com o maior prazer!

Categorias:Software Livre

Editor de PDF Online

Diante da necessidade de extrair apenas algumas páginas de um arquivo de extensão pdf (sem que o texto fosse tratado como imagem), fucei na internet e encontrei um site bacana. O site é o http://pdf.ter.dk/ e foi criado pelo norueguês Peter Brodersen, utilizando o PDF toolkit.

A ferramenta é online, ou seja, você não precisa instalar nada, basta enviar o arquivo e brincar com um pouco.

Esta ferramenta é bem intuitiva e lhe permite fazer vários procedimentos interessantes como, por exemplo, a função merge e a conversão de pdf para txt (uma das melhores que já fiz). Seus arquivos (inclusive os gerados pelo site) ficam armazenados por um tempo, mas você tem a opção de deletá-los.

Categorias:Software Livre

SERPRO desenvolve software para transformar texto em áudio

O Serpro fez a demonstração técnica do Liane TTS, voltado à inclusão social de portadores de problemas de visão que impossibilitem a interação direta pelo monitor.

Via info.abril.com.br:

De acordo com o Serpro, o Liane TTS levou cerca de três anos para ser desenvolvido e é resultado de uma parceria entre o Serviço de Tecnologia de Dados e o Núcleo de Computação Eletrônica da Universidade Federal do Rio de Janeiro(UFRJ). A ferramenta é uma aplicação de software livre que funciona como um sintetizador de voz na língua portuguesa falada no Brasil. O programa transforma o texto em áudio.

O programa pode ser baixado gratuitamente no Portal do Serpro na internet (http://www.serpro.gov.br/servicos/downloads/lianetts/), nas versões dos sistemas operacionais Windows e Linux.

Categorias:Software Livre

Firefox 7.0

Enviado por Marcelo Soares Souza (marceloΘjuntadados·org):

“Disponibilizado o Firefox 7.0. Entre as principais melhorias estão:- Redução considerável no uso da memória.
– Favoritos e Senhas sincroniza mais rapidamente quando se usa o Firefox Sync.
– Adicionado suporte ao text-overflow: ellipsis
– Adicionado suporte para a especificação Web Timing
– Adicionado um sisteme opt-int para usuários enviarem informações sobre desempenho à fundação Mozilla.
– Corrigidos muitos problemas de estabilidade.” [referência: marcelo.juntadados.org]

Categorias:Software Livre

Primeiro aniversário do LibreOffice

Há um ano um conjunto de integrantes do OpenOffice veio a público anunciar a criação do LibreOffice, um fork comunitário governado pela Document Foundation. Os avanços em inovação, disseminação, abertura e reconhecimento obtidos pelo grupo desde então permitem avaliar qual o seu grau de sucesso. Parabéns! (via h-online.com)

Categorias:Software Livre

Extensão Chrome: Insert Text

Sempre que navegamos na Internet deparamo-nos com a necessidade de preencher campos de texto de forma repetitiva e recorrente. Apesar dos browsers conseguirem memorizar os dados preenchidos, tempos por vezes de preencher campos extensos e que estes não conseguiram memorizar.

O Chrome, através dos seus plugins, permite que adicionemos várias funcionalidades adicionais. Entre elas, a capacidade de ter campos preenchidos de forma automática, graças à extensão Insert Text.

Esta extensão permite que definam e usem textos padronizados durante as vossas navegações pela Internet. Basta clicarem num qualquer campo de texto e vão ver no menu de contexto a possibilidade de introduzirem o texto que previamente criaram.

Desta forma evitam ter de estar a escrever vezes sem conta texto repetido e agilizam a utilização do browser e a navegação na Internet.

O Insert Text tem uma interface simples para criar as vossas entradas de texto que vão constar do menu de contexto.

Essas entradas podem ser alteradas em qualquer altura na mesma interface onde as criaram. Podem ainda remover as entradas que não usem e que por isso não necessitem mais.

Para cada entrada devem preencher o campo de nome, e que será o que é apresentado no menu de contexto, e o texto em si. Podem colocar qualquer texto que pretenderem, desde texto a código.

Usem a extensão Insert Text no vosso Chrome para simplificar e acelerar o preenchimento de campos de texto nas diferentes páginas web onde navegarem.

Através do menu de contexto vão facilmente chegar às entradas que criaram previamente.

Leia mais informação sobre plugins Chrome no Forum Pplware: Google Extensions e Google Chrome

Download: Insert Text 1.0.1
Homepage: Insert Text

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Categorias:Software Livre